Parque dos Diamantes – Location Based Game

video
video Info
  • JOGOS LOCATIVOS / PERVASIVOS

    Os jogos móveis locativos (JML), também chamados de “pervasive games”, aliam tecnologias digitais móveis e sistemas de geolocalização, criando interfaces entre os espaços eletrônico e físico para fins de jogo. Trata-se de uma expressão urbana da cibercultura, mesclando cultura dos games, arte eletrônica, ação urbana, tecnologias móveis e localização. Os JML são um exemplo de uso das “mídias locativas”, revelando a atual fase da computação ubíqua, da mobilidade e da hiperlocalização. Essa nova fase caracteriza-se como a da “espacialização” da Internet e pode ser compreendida, no caso dos JML, como produção social pelo uso e apropriação lúdica e temporária do espaço urbano. A fim de traçar uma radiografia dos JML, analisamos 73 jogos entre 2000 e 2008, buscando identificar os dispositivos utilizados, o tipo e a intenção do jogo e o uso das redes digitais sem fio. Esse conjunto de agentes produz formas específicas de espacialização.

    ESPORTE + TECNOLOGIA

    Screen Shot 2016-05-09 at 11.46.04 AM.png

    Jogo de caça ao tesouro que utiliza realidade virtual e geo localização. Com um dispositivo móvel, o participante deve encontrar a tempo os objetos virtuais que o seu adversário espalhou pelo espaço físico.

    Através de um Aplicativo Nativo instalado em um iPad ou Android, o primeiro  jogador percorre o espaço e espalha os diamantes, ou seja, pontos geo localizados. A precisão é de 5 metros. Depois, com o mesmo aparelho, o segundo jogador que terá que descobrir onde os objetos estão e resgatar. Ganha o jogador que descobrir todos os marcos geo localizados.

    Não é necessário conexão com a internet,
    o sistema utiliza o sinal GPS do próprio aparelho.

    A visualização da interface é panorâmica de 360º, não é uma visão superior, como de um mapa por exemplo, ou seja a percepção do espaço para quem está jogando se torna diferente, pois através da câmera frontal do aparelho, as imagens virtuais são mescladas com a imagem da câmera criando assim uma realidade aumentada. Com essa fusão o usuário é levado a entender que o objeto está realmente lá, pois tem que apontar a câmera para onde quer ver.

     

    JOGAR

     

    A idéia principal desse jogo é trazer o virtual para fora, ocupar o espaço físico, juntar áreas ainda totalmente distintas, como o esporte e a tecnologia por exemplo. Mesmo com tanta tecnologia disponível, ainda estamos acostumados a ser old school, com jogos digitais que em sua maioria são para se jogar sentado de frente a uma tela utilizando apenas a coordenação motora das mãos. Este jogo tem como por objetivo criar uma ruptura nesse sentido, retoma brincadeiras que não se brincam mais, como por exemplo: esconde-esconde e pique – bandeira. Com uma nova interface uma antiga brincadeira de esconde-esconde se torna novidade, pois conversa na mesma linguagem que já estamos acostumados hoje em dia: O digital.

    Desenvolvida em HTML5 utilizando a bibliotecas javascript como: three.js, jquerymobile, e o compilador phonegap.

    A aplicação utiliza funções nativas do aparelho como por exemplo: Câmera, acelerômetro, bussola, microfone, GPS.

    CLIPPING: http://dropsdejogos.com.br/index.php/noticias/indie/item/2023-similar-a-pokemon-go-indie-brasileiro-parque-dos-diamantes-promove-caca-ao-tesouro-com-realidade-virtual

     

     VEJA ONDE O JOGO JÁ ACONTECEU, CLIQUE AQUI


    APRESENTAÇÃO